Visitem-nos em : www.undercityportugal.net | Visit us in : www.undercityportugal.net
.

domingo, 7 de Outubro de 2007

Forum de Opinião - Tradução em Portugal

As traduções em Portugal, sempre primaram pela negatividade. Quem não se lembra de filmes como "Die Hard" serem traduzidos por "Assalto ao Arranha-Céus" ou "Full Metal Jacket" por "Nascido para Matar" quando essa era uma frase escrita no capacete ("Born to Kill") na arte do filme original.

Hoje o nosso artigo conjunto de dois FanForcers trás-nos alguns factos e opiniões formadas de quem já viu "muito" por aí.

Opinião I

“Regresso de Jedi” é um título de certa forma intragável, se pensarmos que a tradução foi mal feita. “Return of the Jedi” é o título dado ao filme em que Darth Vader , regressa como Anakin Skywalker à condição de Jedi. Ou seja, é o regresso DO Jedi e não DE Jedi. “De Jedi” pressupõe que Jedi é um nome próprio, que mais uma vez indica que quem indicou o título do filme, talvez nem o tivesse visto.
Mas essa nem é a pior tradução. Infelizmente, durante saga, temos assistido a autênticos malabarismos nas traduções de pessoas que primam pela invenção ou pelo pobre (ou inusitado) vocabulário empregue.
Senão vejam o filme Revenge of the Sith, que tanto no Cinema como no DVD faz a seguinte tradução “maravilhosa”:

Yoda: Twisted by the dark side, young Skywalker has become!
Tradução: PERVERTIDO pelo lado negro, o jovem Skywalker tornou-se!

Ora, nem é preciso um dicionário para perceber que Pervertido é uma palavra com uma conotação invariavelmente incorrecta para a expressão usada. Não querendo (mas tendo de) dar lições de Português, meus caros amigos tradutores, “Twisted” pode ser traduzido por “Distorcido” que, em senso comum soa melhor que uma expressão para definir pessoas com sentido sexual depravado.

Num livro da Europa América, “A Guerra das Estrelas”, desde o título “A” Guerra das Estrelas, depois de tanto trabalho de Lucas em remover o “THE” em “The Star Wars”, até a autênticas pérolas como “Espada Laser” para “Lightsaber” ou “Líder Vermelho” para “Red Leader” ou ainda dizer que Chewbacca “Ladra”… Mas curiosamente não traduzem “Artoo-Detoo” ou “Threepio”, seguindo a lógica parva para “Érredois-Dêdois” ou “Trêspêó”.

Mas há mais. Um pouco por toda a “Mass-Media”, em revistas, jornais ou mesmo sites profissionais e amadores, somos confrontados com autênticos assassinatos aos termos Anglo-Saxónicos de Star Wars. Eis alguns exemplos das “jóias” que temos encontrado em diversos locais tanto de expressão portuguesa como brasileira:

* Star Wars – Guerra nas Estrelas (convencionado na fandom brasileira)
* Deep Core – Núcleo Profundo
* Clone Wars – Guerras Clone ou Guerra de Clones
* Star Wars Battlefront (o Jogo) – Frente de Batalha
* X –Wing – Asa X
* Clone Trooper- Soldados Clone
* Stormtrooper- Soldados Imperiais
* Star Destoyer- Destroyer Estelar

Mas também existem autênticas manobras de “adaptação” como caso dos termos de merchandising como: “Onda” para as “Wave” das Action Figure da Hasbro, “posável” para “Poseable” ou uma das nossas favoritas “Novela” para “Novel” que há anos que está convencionado em Literatura que são “Romances”.

Aparentemente o critério é vago, se é que existe. Convenhamos que o Universo de Star Wars é Anglo-Saxónico, por isso os termos traduzidos ou soam mal ou são incorrectos na maioria dos casos, sendo que as adaptações quase sempre acabam no ridículo de forçar o Português com traduções directas ou mesmo com expressões inventadas e “americanizadas”. Até porque a maioria dos nomes ou definições são expressões idiomáticas que recorrem de um conjunto de termos que não tem tradução.

O mais curioso é que os termos acima, foram encontrados tanto em sites que se intitulam “oficiais” como de opinião de filmes, de venda de artigos e mesmo de fãs. Nem sequer estamos a dizer que quem traduz assim não gosta do Universo Star Wars ou que efectuou essa tradução por sua própria iniciativa.

Embora já conheçamos bem que o Português falado no Brasil seja algo diferente na forma como traduzem expressões internacionais (Exemplo flagrante a “Aids” e “Câncer” para “Sida” e “Cancro”, respectivamente), não há desculpa para os tradutores Lusos que, tendo nós mesmos formação em Tradução Inglês-Português, em último caso devem colocar as expressões que definem determinada personagem, local, etc, entre parêntesis e sem tentar inventar uma tradução.

Mas esta questão é muito abrangente e envolve muito mais que Star Wars. Felizmente que estamos a assistir lentamente ao desaparecimento das traduções da “velha guarda”.
A FanForce Portugal, também se esforça por honrar a língua de Camões. Mas também respeitamos os autores das mais diversas expressões contidas em Star Wars e por outro lado não queremos forçar o Português de tal forma que soe a ridículo com malabarismos de sintaxe ou invenções de palavras, muitas vezes com feias traduções directas que não servem para nada. Por outro lado, há uma flexibilidade “lightsaber” pode ser “sabre de luz”, “Death Star” pode ser “Estrela da Morte” mas o que não é aceitável é inventar. Até porque não faz qualquer sentido.
Somos todos Portugueses, mas há limites ao patriotísmo quando começa a roçar o ridículo e o enxuvalhar de expressões que nem sempre dominamos ou conhecemos.

Opinião II

É preciso referir, antes de mais, que há uns anos atrás, pouco tempo antes de estreia de Revenge Of The Sith, George Lucas fez um comunicado especial em que pedia que tudo o que estivesse directamente relacionado com Star Wars mantivesse o seu nome original. É óbvio que, na maior parte dos casos, isto não foi respeitado.

Vale a pena especificar e referir mais uma vez as traduções dos poucos romances de Expanded Universe que existem em português, publicadas pela Europa-América. Todos estes livros estão cheios de traduções erradas ou mesmo duvidosas!

Em primeiro lugar, os nomes das naves estão traduzidos de um modo infeliz e não se esqueçam que é regra que nomes próprios NÃO se traduzem! Sim, porque os nomes das naves em Star Wars são tão próprios que até se encontram em itálico, portanto é impossível confundir. Reparem só na tradução de Millennium Falcon: Falcão Milenário! Como é que é possível palavras tão ridículas serem publicadas? Leiam mais exemplos: Chimaera para Quimera; Stormhawk para Falcão da Tempestade; Judicator para Justiceiro, entre muitos outros.

Outra vergonha nas traduções são os tipos de nave. Não se percebe qual é o problema em escrever X-Wing numa tradução, ou mesmo TIE Fighter... Qual é a necessiadade de colocar 'Asa em X' ou 'Caças TIE'?

Também chamamos a atenção para a tradução dos 'títulos' que se atribuem a alguém, neste caso a Darth Vader. Quantas vezes é que nós já ouvimos tratar Darth Vader por Dark Lord? Inúmeras vezes, com certeza. Mas quantas vezes é que já vimos tratar Darth Vader por Senhor de Negro? É que nunca se pensou que algo tão ridículo podia existir, mas existe e é em Portugal.

Por falar em ridículo, queríamos também 'apontar o dedo' para as traduções de certas zonas e regiões no universo de Star Wars. Vejam por exemplo as várias zonas da galáxia. Outer Rim, soa a Star Wars. Quando ouvimos Outer Rim a primeira 'pessoa' de quem nos lembramos é do amigo do Obi-Wan, o Dexter Jettster. Agora se lermos 'Orla Exterior' ou mesmo 'Fronteira Exterior' deixa de existir aquele Star Wars feeling indispensável a qualquer fã. O mesmo acontece com a tradução do nome da zona mais importante em toda a galáxia - Deep Core. É óbvio que necessita de uma tradução, mas tem que ser uma tradução relacionada com o significado no universo de Star Wars e não uma tradução à letra, como 'núcleo profundo'. O que é que sugerimos? Sempre se podia escrever 'Zona Central', que já não ficava tão mal.

É óbvio que não estamos aqui só para criticar. Percebemos completamente o ponto de vista. Sendo as Edições Europa-América uma editora tão prestigiada em Portugal (veja-se as publicações dos livros do Tolkien), o tempo de trabalho num livro que os tradutores têm é muito reduzido, o que acaba por prejudicar a tradução que, de certa forma, é feita à pressa. Mas mesmo assim perguntamo-nos então porque não deixar estar a palavra escrita na forma original?

Outra das razões que origina estas traduções de má qualidade é o pouco ou quase nulo conhecimento que o tradutor tem no universo de Star Wars ao ponto de não perceber o ridículo que é chamar a Darth Vader 'senhor de negro'.


Os artigos desta rúbrica são de opinião, da responsabilidade dos seus autores e não representa a posição global da Fan Force Global (Portugal ou Internacional) que não pode ser responsabilizada por qualquer questão aqui apresentada.

0 Mensagens: